Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Eles dizem...

por mulher, em 07.07.14

Mais umas palavrinhas sábias do meu amigo Carlos Carracha. Sobre relações.

 

 

Malditos Pensamentos ! Dia 183

A idade e a experiencia, e já agora, o nosso amor próprio têm muita influência na forma como vemos as relações conjugais. Nenhuma relação pode sobreviver ao tempo se não existir uma amizade e uma cumplicidade entre as duas pessoas muito forte, e isto só pode advir do facto de cada um dos membros da relação manter todos os traços que fizeram a outra pessoa apaixonar-se por ela. Isto só é possível se cada um respeitar o espaço que cada um necessita para continuar a crescer e a fazer coisas que a completam, se cada um dos membros não respeitar este espaço e fazer valer a sua vontade unicamente, acaba por asfixiar a personalidade do outro que, ou aceita, e convive bem com essa "subalternidade" ou mais cedo ou mais tarde acorda e percebe que se anulou inapelavelmente e parte para outra !

Vejo alguns amigos e amigas nesta encruzilhada, a única questão a partir daqui, é que, quem aparecer nas suas vidas vai ter sempre mais defeitos que virtudes já que estes se vão notar sempre mais...e quando se recupera essa liberdade de escolha, voltar a uma certa forma de "redoma" não vai ser fácil.

 

Carlos Carracha

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mudar de vida. Qual é a cor?

por mulher, em 06.07.14

É certo e sabido que quando uma mulher quer mudar de vida começa pela cabeça. Pelo cabelo, entenda-se... E então é ver cabeleireiros aterrorizados quando clientes de frondosa cabeleira lhes dizem: é para cortar. Boyish...

Ui,ui... O profissional ainda tenta: tem a certeza? Mas a mulher, firme no seu propósito, declara: preciso de dar uma volta à minha vida, isto assim não pode continuar!! O mesmo príncipio se aplica a morenas. Apetece-me uma cor nova. Loiro platinado! Mas, mas...o seu tom de pele, as suas sobrancelhas...Nada a fazer. Saímos do cabeleireiro com ar de Maddona em Papa Don´t Preach.  Ou réplicas de Pink.

Já que é para a desgraça, ao menos que estejamos informadas. Aí vão algumas tendências de Verão. Boas mudanças. ;-)

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não compreendo os homens - Parte IV

por mulher, em 05.07.14

O Sr. Piropo

 

Existe uma habilidade adormecida em todos os homens. Se a despertam ou não, é da conta de cada um, mas que ela faz parte do seu código genético, faz... E fica lá, sossegadinha, à espera do momento certo para brotar com todo o seu esplendor. Chama-se, perdoem-me o neologismo, Piropar.

 

Existem muitos tipos de piropos:

 

"Ó booaaaaaaa, papava-te todaaaaaaa".

Mau, muito mau. Injustamente atribuído a operários de construção civil, quando na verdade poderá sair da boca de qualquer homem menos requintado, não estando circunscrito a uma classe laboral específica. O que é que uma pessoa tem vontade de responder? Era preciso tê-los no sítio para isso, ó meu grande camelo!!!! Mas não o fazemos. Porque somos ladies e elas não descem a esse nível. Para além de que nunca se sabe se há algum desaguisado que resolve tirar a prova dos nove.

 

"Ó flor, anda cá regar o meu jardim!!!"

De nível igualmente baixo mas com aspirações de cariz literário. Pensamos: bom, podia ser pior, uma flor nem é assim tão mau. Suspiramos e continuamos em frente.

 

"O meu nome é Arlindo mas chama-me só lindo que o Ar já me tiraste." Queremos conhecer um tipo que se chama Arlindo? Pois. Mas sempre tem alguns conhecimentos de divisão silábica, já não é mau...

 

"Ó joia, anda aqui ao ourives!" Ah, um ourives já teremos algum interesse em conhecer. Mas sabemos que eles não andam por aí a fazer alarde à sua profissão. Chatice.

 

"Quem me dera ser noite para te cair em cima..." Direto ao assunto, sem preliminares nem nada?? As mulheres não gostam.

 

"És como um helicóptero. Gira, gira, gira... e boa." Um clássico. Até lhe perdoamos a anáfora. Se não enjoarmos, claro.

 

"O teu pai deve ser terrorista. És cá uma bomba!" Politicamente incorreto. De que nos adianta ter um companheiro que ignora as noções mais básicas de diplomacia internacional? Provavelmente nem os talheres sabe usar.

 

"Que rica sardinha para o meu gatinho..." Um amante de animais, portanto... Inscrevam-no na união zoófila. Estão sempre a precisar de doações de ração.

 

"Tu és a Tamara?

-Não.

-És sim...

-Não. Porque insistes?

-Porque és tamaravilhosa!" Ah o requinte... Não é para qualquer um, não senhor!

 

" Vou roubar-te para mim! Porque roubar para comer não é pecado". Para as mais intelectuais que não resistem a uma boa discussão teológica.

 

E por fim :

 

"Chamas-te wi-fi? É que estou a sentir uma ligação entre nós." Modern times pedem piropos modernos, essa é que é essa.

 

É toda uma riqueza linguística que nos espera ao esbarrar em qualquer esquina...

Porquê, Senhores, porquê? Acaso julgarão que funciona?

Os genes têm as costas largas, é o que é...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

E agora a vida real #7

por mulher, em 04.07.14


E daqui a pouco, é hora da dança! ;-)


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não compreendo os homens - Parte III

por mulher, em 03.07.14

O Manda-o-Barro-à-Parede

 

 

O Manda-o-barro-à-parede é uma outra espécie vulgaríssima no género humano. Ele está... bom, basicamente está em todo o lado, versão moderna de Grande Irmão. Podemos encontrá-lo no nosso local de trabalho ou  numa esplanada à beira-mar, é igual. O meio ambiente não é de modo algum impeditivo para esta espécie se desenvolver. Curiosamente , floresce preferencialmente em elementos casados, amancebados ou  enlaçados. O solo será mais fértil, quiçá...  I believe I can fly, já cantarolava R.Kelly, e assim parece acreditar o Manda-o-barro-à-parede.  Ganha asas e o mundo ( o mulherio em geral, entenda-se...) é todo dele. Se em casa é apático e sisudo, fora do ninho torna-se um verdadeiro audaz. Até porque a sorte protege os audazes... E aí vai ele,  galanteando à esquerda e à direita, não sendo particularmente esquisito quanto à colheita.

Porquê Senhores, porquê, perguntamo-nos... Será que não percebem que são uma espécie altamente reconhecível, qual rã tóxica de cores fluo?

É um mistério.

Autoria e outros dados (tags, etc)

É a loucura do Verão no Nail Design !

por mulher, em 03.07.14
 
 

Étnico

 

Levem-me para Bora-Bora já!
 
 
 

Fluo, que o Verão é para estas loucuras...
 
 
 
 
Wild time, é o que se pretende...
 
 
 
Oh my eyes, my eyes.... ;-)

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

 

Luisa de Sá Boutiques
Trabalhinho de ontem ;-)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não compreendo os homens - Parte II

por mulher, em 01.07.14

 

O Empata

 

O Empata é uma variante de espécie humana, capaz de desenvolver-se tanto no género masculino como no feminino. Qual de nós não teve um empata na sua vida? Pois eles proliferam por aí e desenvolvem-se a uma velocidade assustadora. O Empata é como a linha de Apoio ao Cliente da Zon. Uma pessoa espera, espera, espera...e nada. Sabemos que aquilo está a sair-nos do corpinho ( seja em euros ou em preciosíssimas horas perdidas) mas, mesmo assim, insistimos e perseveramos na esperança de algum resultado sair dali. Pura e vã ilusão. Aguarde um minuto por favor..., dizem-nos do outro lado. Mas, mas... eu só quero ver isto resolvido, não me ponha outra vez em espera, eu tenho a minha vida! É inútil, lá estamos nós a levar outra vez com o jingle irritante e repetitivo: a sua vida amorosa encontra-se suspensa de momento, please hold the line...

Na  resposta-tipo "a nossa linha técnica encontra-se indisponível, resolveremos o problema logo que possível "  ( ou neste caso:  não estou preparado para assumir compromissos/ não és tu, sou eu/ vamos dar um tempo a ver no que dá...), deveremos ouvir " eu vou só ver se me oriento por outras paragens e já venho." E neste caso só há uma coisa a fazer : rescisão de contrato. O que não falta por aí são concorrentes a querer prestar melhor assistência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 3/3



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D