Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Coisas que não compreendo nas minhas lides kizombeiras...

 

Que tenham feito uma versão kizomba do "Hello" da Adele. Porquê, Senhores, porquê? Já não sofríamos o suficiente com o original? Aparentemente não.

 

Tipos giros, novos, que ficam toda a noite sentadinhos a tirar selfies  na discoteca da moda, enquanto o mulherio desespera porque ninguém lhes pede para dançar. Meus amigos, eu compreendo que  tirar selfies num sítio in lança todo um glamour que não teriam se as tirassem em frente ao espelho da casa de banho...mas mesmo assim.... É que uma pessoa vê miúdas giríssimas ali à vossa espera e... nada. Faz-me duvidar das vossas capacidades mentais, sei lá.

 

Casais que dançam com copos na mão. Ora bem, a kizomba é uma dança de contacto. Uma pessoa tem ali um objecto no meio, que nos impede de abraçar convenientemente, a propósito do quê ? Vocês dançariam com alguém que está mais preocupadinho em não largar a bebida do que andar a bailar convenientemente e prestar-vos a devida atenção? Lá está. Para além de que há outras pessoas ( tipo eu  ) que só conseguem pensar que numa pista de dança lotadíssima ( como costumam estar ), com meneios de ancas a toda a hora, aquela porra corre o risco de cair deixando um rasto considerável de cacos.

 

Pessoas que dançam ao mesmo tempo que por cima do ombro do parceiro mandam SMS ou consultam o fb, twitter, whatsapp e afins... Isto é verídico. Já vi acontecer. Várias vezes. Não é bonito.

 

Pessoas que dançam acompanhadas mas sozinhas. Na realidade o outro só está lá porque na kizomba dança-se a par. Efetivamente, ele não faz falta nenhuma. O que interessa é o show que o elemento dominante dá. Quase que vemos as legendas " EU EU EU EU " escarrapachadinhas na sua cara. Se o outro está a conseguir segui-lo, se estão dentro do tempo da música, são pormenores absolutamente irrelevantes. Ora se isto acontece na dança, sabe-se lá o que acontecerá na intimidade. Digo eu.

 

Pessoal que não se conhece, dança junto, acaba a música e aí vão eles à sua vidinha sem um obrigado, adeus, whatever... É verdade, não precisamos de casar mas assim também não. Insensíveis pá...

 

É isto. Ajuda, anyone ?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pessoas com bom gosto


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D